H² - Humildade e Honestidade em extinção!

7 de janeiro de 2011

Conversando com umas pessoas, percebi que muita gente se sente um lixo perto da grandeza de Deus, e se envergonham, se entristecem, por não conseguirem, agradar a Deus em tudo...enfim essas coisas. Nós somos imerecedores do amor de Cristo, porém esse reconhecimento de imerecedor te torna mais apto pra receber da Graça! Bom gente.... pensei que o Livro "O Evangelho Maltrapilho" não tinha nada pra me oferecer...estava enganada! Dêem uma olhadinha! bjoss :)

"A honestidade é mercadoria tão preciosa que é raramente encontrada no mundo DA IGREJA. A honestidade exige a sinceridade de admitir os apegos e as dependências que controlam a nossa atenção, dominam a nossa consciência e agem como falsos deuses. Posso ser tão viciado em vodka quanto em agradar aos outros, tanto em maconha quanto em ser amado, tanto em jogo quanto em relacionamentos, tanto em futebol quanto em fofoca. Minha dependência pode ser de comida, atuação, dinheiro, popularidade, poder, vingança, leitura, televisão, tabaco, peso ou sucesso. Quando damos a qualquer coisa mais prioridade do que damos a Deus, cometemos idolatria. Portanto, TODOS COMETEMOS idolatria incontáveis vezes ao dia.
Uma vez que aceitamos o evangelho da graça e buscamos nos livrarmos dos mecanismos de defesa e dos subterfúgios, a honestidade torna-se ao mesmo tempo mais difícil e mais importante. Agora a honestidade envolve a nossa disposição de enfrentarmos a verdade a respeito do que somos, não importando quão ameaçadoras ou desagradáveis nossas percepções possam ser. Significa perseverar conosco e com Deus, discernindo nossos truques mentais pela experiência de como eles nos derrotam, RECONHECENDO NOSSAS FUGAS, admitindo nossos lapsos, aprendendo de forma completa que não somos capazes de lidar conosco. NÃO PODEMOS USAR O FRACASSO COMO DESCULPA PRA DEIXAR DE TENTAR.
Sem honestidade pessoal, posso CRIAR com facilidade uma imagem BASTANTE IMPRESSIONANTE de mim mesmo. A complascência tomará o lugar do deleite em Deus. Muitos de nós não querem a verdade a respeito de nós mesmos, preferimos ter nossa virtude reafirmada...
Um dia um pregador disse a um amigo: - Acabamos de ter o maior avivamento que nossa igreja não experimentou em anos!
- Quantos novos membros vocês acrescentaram?
- Nenhum. Perdemos quinhentos.
Estar vivo é estar incompleto. E ESTAR COMPLETO É ENCARECER DA GRAÇA! A honestidade nos mantém em contato com nossa carência e com a verdade de que somos PECADORES SALVOS! Há uma belíssima transparência nos discípulos honestos que nunca usam uma máscara e não fingem nada além do que são.
Quando um homem e uma mulher são verdadeiramente honestos (e não estão ainda trabalhando nesse sentido), é virtualmente impossível insultá-los pessoalmente. Não resta nada ali para insultar. Aqueles de nós que estamos verdadeiramente prontos para o reino, somos esse tipo de pessoas. Sua pobreza de espírito interior e sua rigorosa honestidade os libertam. São gente que não tinha nada do que se orgulhar."
Complementando....nos sentimos muitas vezes imerecedores, e somos mesmo! Nos sentimos indignos da Graça, mas somos "dignos" justamente, porque somos honestos em perceber que não somos! Resolvemos abandonar nossa justiça própria e reconhecer quem somos de fato. Achei brilhante...esvazie-se de si...e receba de graça da Graça!


2 comentários:

°ღ•ℳαяι●•٠·˙ disse...

Muito lindo esse post! E eu quero ler esse livro!!!
Deus abençõe!

Gabii disse...

Lindo!sigua meu blog tbm fala coisas de Cristo.wwwbibiblogndo.blogspot.com